Palavra que mata…

O blog tem ficado abandonado e sem atualização por muito tempo, é verdade! Mas, to de volta!

———————————————————————-

Deveriamos ter comentando o masssacre na escola em Realengo e ter aproveitado toda a cobertura – desnecessária – em cima do caso, e a busca por motivos e mais motivos, e explicações e definições exaustivas e que apenas levataram a questão Bullying. (Se quiser saber mais sobre bullying leia esse outro post publicado no blog >> http://bit.ly/inwgn2 )

Ô palavrinha que mata…agora tudo é bullying. Não me espantaria se até mesmo terroristas aparecessem e justificassem seus atos como resultados das perseguições que sofreram na escola.

Será mesmo que uma pessoa que tinha apelidos ou sofria com brincadeiras de colegas pode se tornar um assassino em potencial? Sinceramente, eu tenho minhas dúvidas.

Aposto que muitos de vocês que estão perdendo seus preciosos minutos lendo isso já tiveram algum apelido, ou até mesmo odiavam a escola por não suportarem as brincadeiras que muitas vezes os deixavam constrangidos na frente de colegas. Quantos de vocês hoje são assassinos ou pensaram em pegar uma arma para matar todo mundo que  nada tem a ver com seu passado? (Espero que ninguém).

Será que não era hora da sociedade perceber que o maior problema não é o cara que sofre o famoso bullying, e sim a estrutura familiar de algumas pessoas, distúrbios de personalidade ou qualquer outra coisa que seja muito mais lógica…como o acesso fácil a armas?

Todo dia sofremos bullying de todos os lados…sério mesmo, ou você acha que uma midia que impõe um padrão de beleza do corpo perfeito para homens e mulheres não está cometendo bullying com os mais gordinhos, mais baxinhos etc.

E o bullying deve ser uma espécie evolutiva, por que quando nos tornamos adultos ele vira assédio moral. E eu desconheço pessoas que sofreram isso no ambiente de trabalho pegaram uma faca e atacaram o seu agressor.

E não, não estou defendendo o bullying, pois com todo  a certeza tem gente que sofre muito com isso, entra em depressão, pensa em suicidio e ai é um baita sofrimento pra recuperar a auto-estima perdida. Mas, esqueçam que esse cara poderá ser um assassino, é preciso criar jovens que saibam seu valor e “recriar” outros que saibam que ofender qualquer outro não é uma coisa legal. Com certeza o cara que comete o bullying é o que tem mais problemas, e que precisa de ajuda para saber o que é bom ou ruim. Ele é que tem que ser corrigido, e rápido!

Bullying não é desculpa para matar e nem para um deputado atacar um repórter (http://bit.ly/lPuHfJ). Acho que está na hora da sociedade rever seus valores, porque a grande culpa de tudo não está no apelido ofensivo que se recebe na escola e sim em como nossos jovens crescem.

—————————————————————-

About @CarolContri

De médico, louco e revolucionário todo mundo tem um pouco!
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s