Protesto

Desde a época de colonização sofremos com a censura, mas durante o regime militar que teve início em 1964, todas as formas de perseguição e censura foram intensificadas, calando assim vários musicos e a população que se colocava contra algo implantado por eles.

Na época qualquer forma de manifestação era facilmente detida com violência.

Além de censurar as torturas, muitas outras coisas também não poderiam ser veiculadas. Em 15 de setembro de 1972, o seguinte telegrama exemplificador foi recebido pelo diretor da surcusal de Brasília do jornal O Estado de São Paulo:

“De ordem do senhor ministro da Justiça fica expressamente proibida a publicação de: notícias, comentários, entrevistas ou critérios de qualquer natureza, abertura política ou democratização ou assuntos correlatos, anistia a cassados ou revisão parcial de seus processos, críticas ou comentários ou editoriais desfavoráveis sobre a situação econômico-financeira, ou problema sucessório e suas implicações. As ordens acima transmitidas atingem quaisquer pessoas, inclusive as que já foram ministros de Estado ou ocuparam altas posições ou funções em quaisquer atividades públicas. Fica igualmente proibida pelo senhor ministro da Justiça a entrevista de Roberto Campos.”

Dessa forma, a imagem de uma estabilidade política e de uma nação que prosperava era mantida.

Sob aspecto diferenciado, o Brasil ainda possui diversas formas de censura desde redemocratização, o último tema que o Brasil “tentou” censurar sofreu forte pressão da população e assim acabou tudo dando certo, desta vez para o povo, que protestou e lutou pelos seus direitos, o tema era a Censura do Humor durante períodos eleitorais. Um tanto quanto ridículo em um país onde a maioria dos politicos faz a população de palhaço.

Hoje em dia existe muito mais liberdade para a população protestar e lutar por algum ideal, perante as “forças maiores” e todos os que decidem o que vai acontecer com nosso bairro, cidade, país ou estado.

O grande problema é que as pessoas conseguem enxergar o que está errado mas não fazem nada para tentar mudar, preferem ficar no conforto de suas casas, em frente a uma televisão sendo manipuladas pelo sistema e fazendo tudo passo a passo, talvez sem perceber. Outros nem mesmo querem ver ou entender o que de fato está acontecendo com seu país.

Mas entre esses muitos sempre temos os verdadeiros patriotas, que lutam pela melhora e desenvolvimento do país, que buscam seus direitos. Não estamos falando dos patriotas em jogos do Brasil na copa do mundo, e sim de pessoas que tem um ideal de melhoria para todos e que buscam formas de derrubar os burgueses capitalistas e os parasitas que estão sempre tentando tirar tudo de nós, mesmo que não tenhamos nada. Até mesmo a sua dignidade eles darão um jeito de tirar.

O anarquismo, mesmo com a repressão, renasce, em meio aos estudantes, intelectuais e trabalhadores.

Proteste! Lute pelo que você acha certo e só assim poderemos evoluir de verdade.

About @EddieJunks

FUCK THE SYSTEM
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Protesto

  1. Pingback: Aonde vamos parar? | Mostrando para o mundo a nossa realidade!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s